Buscar

Psicologia aliada ao Coaching.....

Psicologia

A psicologia é uma ciência que ganhou projeção no final do século XIX, mas só foi considerada clínica pela primeira vez no início do século XX.

O conceito e aplicação foi se desenvolvendo com o passar do tempo e hoje é uma abordagem amplamente difundida.

Na psicologia, há uma área chamada de psicoterapia, que muitas vezes gera essa confusão entre psicologia e coaching. A psicoterapia auxilia o indivíduo a se conhecer melhor, resolver os conflitos internos, fazer uma análise comportamental e crescer frente às situações difíceis. Nessa abordagem, trata-se o passado da pessoa a fim de melhorar a situação atual.

Por esse motivo, a psicoterapia permite que se investigue a fundo certos problemas ou sintomas que afetam a pessoa ao longo de um período de tempo. A raiz desses problemas pode estar na infância ou na juventude do indivíduo, por exemplo.

Assim, o psicólogo visa buscar os motivos de algo que tenha desencadeado certos comportamentos, obtendo um diagnóstico e realizando quaisquer intervenções que sejam necessárias.


Coaching

Já o coaching tem sua origem no ano de 1850, quando o termo passou a ser atribuído aos professores de universidades com o significado de “tutor”, que era responsável por ajudar os estudantes na preparação para os testes e exames. Por volta de 1950, o termo coach começou a ser utilizado para se referir à habilidade de gerenciamento de pessoas, momento em que surgiram as primeiras técnicas de desenvolvimento pessoal, valorizando-se as competências individuais e as relacionando a um processo de melhoria e evolução contínua.

Atualmente, inúmeras organizações estão investindo em coaching para, com isso, desenvolver e qualificar os seus funcionários para que sejam alcançados resultados cada dia mais satisfatórios.

No entanto, é preciso destacar que o Coaching não possui um caráter clínico, nem é indicado para trabalhar transtornos psicológicos ou psiquiátricos. Todas as técnicas, métodos, ferramentas e conceitos são direcionados para o presente e futuro, com o objetivo de solucionar problemas e tornar a vida sistêmica, em todas as áreas.

Além disso, o coach não realiza diagnósticos e tampouco faz aconselhamento, mas dá apoio ao coachee para que ele encontre seus objetivos, descubra a solução de seus questionamentos, visualize novas possibilidades profissionais e pessoais e tenha alta performance. Ou seja, o coaching visa empoderar o indivíduo e impulsioná-lo para a realização de metas.


Diferenças

Com base nesses conceitos, podemos extrair as principais diferenças:


Psicologia:

– Foco na raiz do problema;

– Diagnóstico e aconselhamento;

– Sem objetivos específicos pré-determinados;

– Trabalho desenvolvido de acordo com paciente e suas especificidades;

– Realizado por pessoa que tenha formação acadêmica e a devida certificação;

– Tratamento clínico.

Coaching:

– Foco na solução do problema;

– Empoderamento do coachee;

– Possui objetivos específicos pré-determinados;

– Trabalho desenvolvido com técnicas, métodos, ferramentas e conceitos pré-determinados;

– Realizado por um Coach, sem necessidade de formação acadêmica específica;

Desenvolvimento da Inteligência Emocional.


Coaching ou psicologia: qual escolher?

Mas afinal de contas, qual dos dois é o ideal para cada pessoa? Não há uma abordagem que seja melhor que a outra, pois as duas se complementam.

Essas duas áreas são valiosas, mas como possuem objetivos distintos, devem ser utilizadas conforme a necessidade pessoal de cada um.

O coaching não é uma técnica psicoterapêutica, mas pode exercer um papel incrível na vida do indivíduo, já que o processo empodera o coachee, melhorando seu desempenho profissional e sua qualidade de vida. O coaching foca nos aspectos atuais da vida do cliente, como gestão de carreira, e nas perspectivas futuras, como metas e objetivos.

Por este motivo, é possível e recomendável que a pessoa faça um acompanhamento psicológico no mesmo período em que passa por um processo de coaching, com especialistas que tratarão diferentes aspectos. Mas, caso ela não tenha a demanda de um psicólogo e quiser impulsionar sua vida em todas as áreas, ela pode fazer apenas o processo de coaching.  Com isso, o indivíduo será capaz de se autoconhecer (passado, presente e futuro), resolver um quadro clínico e, ao mesmo tempo, fortalecer a Inteligência Emocional para conquistar uma vida muito mais plena!


Qual processo de coaching é o mais recomendado?

Se você está em busca de um processo de coaching por um período de tempo, para trabalhar todas as áreas da sua vida ao mesmo tempo ou uma área específica, você pode fazer o LifeCoaching(Coaching de Vida) ou o LoveCoaching (Coaching de Amor)

Neste processo, você será capaz de promover mudanças  significativas na sua rotina que mudarão seus pensamentos e lhe permitirão curtir muito mais outros pilares, de forma sistêmica.



1 visualização

SOMENTE COM HORÁRIO MARCADO

Segunda à Sexta: das 8hrs ás 19h

E-mail: carolinahamanda@gmaill.com

WhatsApp: 11-9 8614-8089 

Clique aqui para agendar>>>

  • Facebook
  • 20190426043745_1200_675_-_whatsapp
  • YouTube
  • Instagram

Para receber notícias e mensagens, adicione seu e-mail e fique ligado em tudo o que está acontecendo.

Atenção: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicída.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

4.0 150 Recomendam o trabalho da Carol

©2018 by Carol Hamanda. Todos os direitos reservados. CNPJ n 32.159.951/0001-02